sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Angustiado

Essa angústia me cala e também me faz querer gritar. Faz com que eu queira correr sem destino na chuva, ou parar em algum lugar!
Eu quero sorrir sem parar, mas também chorar tudo que há para chorar e quero ser dono do meu destino, mesmo sem saber aonde ele me levará.
Eu gostaria muito de expulsar essa angústia, e só pensar na felicidade do seu olhar, no riso dos seus lábios, na excitação dos seus batimentos cardíacos, na entrega do seu corpo, no suor do contato físico e na sensação da realização de consumação total do “nós”.

Joá Jr.

Um comentário:

  1. vc esta deprecivo?
    nao fique* a vida e bela so olhar pela janela...

    ResponderExcluir